segunda-feira, 30 de julho de 2012

Não justifica

Acabei de perceber que tenho uma séria prática de apagar os emails  da caixa "lixo"

E percebi que guardo mais lixos dentro do coração do que no meu email particular.
Que desculpas tenho pra isso?

Não tenho... Muito menos razão.

Quero aprender a fazer essa faxina, vou aprender. E doutrinar.

domingo, 29 de julho de 2012

Ciência sem lógica

Fomos separados a força, por nós mesmos...

E me lembro, todos os dias, como era simples, e nunca conseguímos fazer a troca dos lados dos nossos ímas, o que era força natural de atração, Se mostrou  fácil repelir...
Tornou se  força bruta de separação.

Separados apenas por trocar de lado. Trágica mudança predestinada pela falta de esforço.

A física não compreende. A razão não entende, e eu não acho explicação.

O mundo gira sem esforço, de maneira simples e absoluta, com uma beleza invisível, bem diferente da gente, que rodava sem sair do lugar, ficando atordoados a cada movimento, e expulsando para longe uma alma da outra.

Sem física, sem lógica... mas com movimentos certos, evitando ( sem efeito ) que se chocassem nossos astros. E dia após dia o estrago foi percebido.
Até o começo de uma nova era, que se chegou, ou se vai vir...

Era o que era para acontecer.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

fucking folks

Um brinde atrasado aos meus amigos! sem eles, eu não teria feito tanta cagada nessa vida.
Nem teria bebido tanto...
Nem teria ficado tão borracho.
Não teria gastado tanto dinheiro...

E não teria tanta história para contar...

Um brinde ao apartamento da tia do zé na Barra...
Um brinde aos Cubanos consumidos.
Um as itaipavas cariocas...
Vários brindes as cariocas devassas...

Ao senhor Jamison Scotch, por ter facilitado as coisas!
Vai tomar no cú OLYMPICUS CAM, por ter registrado a cena do banheiro!

Um salve ao arco e Flecha do KK, e a afonso pena as 6 da matina.
ao banco da afonso. Ao Honda fit do Peter.
Um Muito Obrigado ao Peugeot Azul.. por ter aguentando chamamés entre outros...
Um brinde a La fluvial!   e sus chicas.

E um áquele louco Argentino, admin do Hostel... hahaha
Ao Nelson por defecar pela boca...

Ao finado OBOLA   fora...

Agradeço a fazenda Rancho Branco!

Ao tio Marco, a Farmácia Popular, e seus engovs.

Ao zé pela parceria...
Ao Brun, ( sem ele, nenhuma menina olharia para nós.. pobres mortais )
Aos Jacobs... primeiro ao Rodrigo, depois ao gordo viado do vitor! que desligou a camera na hora do
"NO CULO NO"
A los níveis sonoros de  boate KIKA!
Á piscinha da Montana que eu fiz o favor de regassar acabando com os carnavais desde 2005!







Stelinha artois.
Heineken...

A saudosa St remis!  


Aos gallagher´s por tirarem eles do sério!


Um brinde! as lembranças. A amizade... ao tempo...

Se eles ainda não estão apagados da memória, e ainda me tiram largos sorrisos..

É por que tudo valeu a pena. E vale.
E Obrigado a Deus, por cada embaraço, risadas e lágrimas derrubadas com esses canalhas! e o privilégio de fazer parte da vida deles.








Obrigado aos meus amigos... borrachos! pero buenos muchachos!




sábado, 21 de julho de 2012

Real Road.

Sei que a vida passa, e ao passo de conhecermos muitas coisas nessa caminhada, muitas pessoas... e vivenciarmos muitos fatos, desfrutando de tudo  quanto é sentimento, me pergunto: Aonde é que as coisas perdem a graça?

A graça de criança  encontrada nas coisas mais simples.
A Graça de uma brincadeira, de um sorriso... A felicidade que não se compara, e não se repete.

Não podemos repetir as felicidades? ou apenas não conseguimos?  pelo fato de não ser mais Novidade?

Sei não,  Só sei que nunca vamos ter tudo no mundo, e nem passar por tudo que sabemos que existe. Mas Só viver e deixar acontecer... Não tem sido o bastante.
Também não sou do tipo aventureiro  pra me sentir  suficientente desestimulado com isso.

É a vida. E eu começo a entender...


Deixa pra lá.   Perdeu a graça já.

domingo, 15 de julho de 2012

Verdade.

Que as paixões que eu desperto virem lendas...
que as que me despertaram, verdade!
Que as que não aconteceram, mentira!

Que as que eu quero, verdadeiras.
As que me enganaram... aprendizado!

E as mais sinceras e bonitas.... história.



quinta-feira, 12 de julho de 2012

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Love the next.

Sabemos que as relações interpessoais, vão de mal a pior. E eu vou direto ao tema, Sempre.
Nunca que  me achei completamente perdido, e nesse caminho trilhado, nunca me encontrei, Mas de fato que a a vida é esse jogo mesmo, sem regras, sem dados... É tudo  pura sorte! e por vezes nos encontramos em alguém simplesmente para nos perder. E  nos perdemos constantemente em nós mesmos.
E reclamamos da vida, do jogo.. da falta de sorte... e do azar de não achar uma saída, ou alguém para apostar juntos.
Sozinhos as coisas aparentam ser mais fáceis, mais simples, o que na verdade não se faz. Todos os sentimentos por DEUS gerados, têm um propósito, ao amar, aprendemos a cuidar de outras pessoas como deveríamos cuidar de nós mesmos, ao odiar, deveríamos aprender,ou lembrar, que não desejamos tal pesar aos nossos queridos, ou a nós mesmos. E uma mudança deve ser feita a cada vez que odiamos, mudança essa dentro de nós, na consciência, visto que o próximo, odiado, é feito de imperfeição semelhante a que  carregamos.
E é essa imperfeição, é o coringa da vida!, aprendendo a lidar com ela, é que vem a facilidade.
Nao devemos nos abater pelos sentimentos ruins, é difícil compreender, mas no final tudo é aprendizado. Tudo é jogo!  Justamente para errarmos e sabermos que aquela, não era a jogada certa, e quando acertamos... devemos continuar, e termos a humildade de saber, que cada acerto no caminho, é doação de alguém que chamamos de Pai, de vida, de caminho a seguir. Ou de destino, que em outra interpretação nada mais é do que escolher o caminho que percorremos, mesmo sem saber o que nos espera no caminho escolhido.
O acaso favorece aqueles que estão preparados, e desampara aqueles que pensam que sabem o que faz.
Partindo do princípio da mudança dos fatos de forma randômica ao longo do tempo nas nossas vidas, nos resta apenas aceitar, agradecer a tudo como forma de humildade, e seguir em frente, Sempre buscando o bem maior. Que ignorando qualquer que seja a religião, e ao mesmo tempo aceitando todas elas, eu chamo de Paz interior, e consciência de certo ou errado.
Pecamos, erramos, e continuaremos assim fazendo, pois esse é o caminho desconhecido, o que resta afinal, é corrigir os erros que cometemos, principalmente reparando o efeito deles nas pessoas que nos cercam, que nos amam, e que nos odeiam todos os dias, assim como buscando descobrir qual o efeito de cada erro nosso, em nós mesmo.
Me desprendo de Cada crença que existe, para tentar entender em uma só. Que não tem nome. Não tem figura, mas que de forma divina, habita o coração de cada um.

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Deixa eu cantar voce.

tenho uma cançao.
Uma cançao prontinha pra voce!  uma cançao bonitinha.
uma cançao de fim de tarde, com gosto de beijo na testa, sim! eu tenho uma cançao... uma musiquinha.
que vai transformar o sonho que sou, em realidade... que vai nos aprimorar a amizade.
Vamos ouvir essa bossa juntos,  com sorrisos, e ir além...

Vamos nos permitir, saborear, ser feliz sem saber o que isso significa. Um fone é meu o outro é seu.
Meu braço travesseiro, e seus abraços o mundo inteiro...

E perderemos a cidade a noite, deitados a sombra do mundo... voce princesa, e eu refém.
Nessa batida de bom samba, com arranjos de carinho, seremos a sós, sozinhos...

E seguiremos em frente, voce é minha e eu sou seu. E mais ninguém,
Um preso ao outro, no acorde do violao, e do todo coraçao. Amém.