sábado, 29 de dezembro de 2012

Olympo

Algum Deus da acrópole, me tira daqui!

Qualquer coisa que se pede, qualquer coisa que se mede, qualquer passeio ou novidade, que fosse da minha vontade. Vamos em frente!

Uma boa noitada com Baco, terminada em Barcelona, onde ela me espera, aquela querida de sorriso doce Atena! a me acarinhar com palavras e olhares.
Um voo rasante  Sobre a Síria empunhado a lança de Netuno, numa aventura única, qualquer coisa além disso, Ou depois.

Sentar e ver o pôr do Sol, eu e a Medusa, até escutarmos o sol ferver no horizonte escutando suas fagulhas.
Ontem sonhei com Afrodite, embaixo dos meus lençóis, estava calor... suava frio, acordei do sonho pensando ser Ares, confrontando todo o mal da cidade. Sem fazer sentido, já estando descansado, e a vontade de correr só aumenta, parece que no final de tudo as coisas vão ficando lentas, o dia dura um dia todo, e a noite nunca passa. Essa relação com a noite, que sempre me aconselha com silêncios, silêncios perturbadores e barulhentos que vem de todos os lados, acompanhado de Hefestos, colocando fogo em todo meu passado, e nada se queima e tudo se ilumina!

sem freio nas linhas, o fim é sempre um começo, desarticulado, destemido hoje, mas no final das contas Hades me alcança de um jeito ou de outro. E vivo e morro a cada dia, perdido.

Sei que o peso das palavras que eu sempre disse, me faz andar mais devagar, mas o que me freia é o que deixei de falar, não são palavras bonitas todas elas, só algumas...

E eu as direi, causando sorrisos e medos, felicidades e preconceito, é assim que eu levo a minha vida antes que ela me leve.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Jardim Noturno.

Resta, acima de tudo, essa capacidade de ternura
Essa intimidade perfeita com o silêncio
Resta essa voz íntima pedindo perdão por tudo
- Perdoai-os! porque eles não têm culpa de ter nascido...

Resta esse antigo respeito pela noite, esse falar baixo
Essa mão que tateia antes de ter, esse medo
De ferir tocando, essa forte mão de homem
Cheia de mansidão para com tudo quanto existe. 

Resta essa imobilidade, essa economia de gestos
Essa inércia cada vez maior diante do Infinito
Essa gagueira infantil de quem quer exprimir o inexprimível
Essa irredutível recusa à poesia não vivida.

Resta essa comunhão com os sons, esse sentimento
Da matéria em repouso, essa angústia da simultaneidade
Do tempo, essa lenta decomposição poética
Em busca de uma só vida, uma só morte, um só Vinicius.

Resta esse coração queimando como um círio
Numa catedral em ruínas, essa tristeza 
Diante do cotidiano; ou essa súbita alegria
Ao ouvir passos na noite que se perdem sem história. 

Resta essa vontade de chorar diante da beleza
Essa cólera em face da injustiça e o mal-entendido
Essa imensa piedade de si mesmo, essa imensa 
Piedade de si mesmo e de sua força inútil.

Resta esse sentimento de infância subitamente desentranhado
De pequenos absurdos, essa capacidade
De rir à toa, esse ridículo desejo de ser útil
E essa coragem para comprometer-se sem necessidade.

Resta essa distração, essa disponibilidade, essa vagueza
De quem sabe que tudo já foi como será no vir-a-ser
E ao mesmo tempo essa vontade de servir, essa 
Contemporaneidade com o amanhã dos que não tiveram ontem nem hoje.

Resta essa faculdade incoercível de sonhar
De transfigurar a realidade, dentro dessa incapacidade 
De aceitá-la tal como é, e essa visão 
Ampla dos acontecimentos, e essa impressionante

E desnecessária presciência, e essa memória anterior
De mundos inexistentes, e esse heroísmo
Estático, e essa pequenina luz indecifrável
A que às vezes os poetas dão o nome de esperança.

Resta esse desejo de sentir-se igual a todos
De refletir-se em olhares sem curiosidade e sem memória
Resta essa pobreza intrínseca, essa vaidade
De não querer ser príncipe senão do seu reino.

Resta esse diálogo cotidiano com a morte, essa curiosidade
Pelo momento a vir, quando, apressada
Ela virá me entreabrir a porta como uma velha amante
Mas recuará em véus ao ver-me junto à bem-amada...

Resta esse constante esforço para caminhar dentro do labirinto
Esse eterno levantar-se depois de cada queda
Essa busca de equilíbrio no fio da navalha
Essa terrível coragem diante do grande medo, e esse medo
Infantil de ter pequenas coragens.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Aprendi que:
Algumas pessoas, normalmente pessoas aparentemente de boa índole, simpáticas, muitas das vezes bem apessoadas nascem com um buraco na alma. É difícil de perceber!  tem gente que jamais se dará conta disso, e tem certas pessoas que tem uma certa facilidade para perceber; Pessoas como eu, precisam sofrer, e se envolver ao máximo para sacar quais são, e o que são essas pessoas, e vai aqui a minha definição:

Essas pessoas, nos envolvem, cativam, e têm sempre muita afinidade contigo, elas sabem conversar, te admira, e na maior parte do tempo sempre nos dá atenção sem igual. Mas esse buraco, que se demora a entender qual a função que o mesmo tem, é muito, mas muito perigoso.  Essas pessoas "furadas"  as vezes nascem com esse buraco negro, as vezes ( e na maioria delas)  adquirem esse buraco, por conta de mágoas que carregam, por conta de frustrações dessa, ou de outra vida, por motivo de inveja e despreparo emocional.  Muitos, têm esse buraco pequeno, e é corrigível a longo do tempo, com coisas boas, amizades boas.. bons amores, religião, etc.
Mas fechar isso é uma tarefa difícil, essas pessoas sempre sorvem o que as pessoas ao redor tem de melhor, e o pior: Fazem isso sem perceber, e quando sugam o próximo, esse buraco só aumenta, e fica insaciável!

Nem toda a amizade do mundo, carinho, afeto e dedicação... são suficientes para essas pessoas, e elas sempre querem mais, e sempre mais infelizes! sempre exigindo mais e mais e mais e mais! e o buraco só aumenta!   até comprometer a alma de quem, por bem, e sem saber... acaba seco, e derrotado por vezes, querendo ajudar.
Algumas delas, não tem cura, outras encontram a cura nelas mesmas,  mas em sua grande maioria, elas matam os que estão em volta. De tristeza, de rancor... ou de doença mesmo.

É triste, e todos nós carregamos esse buraco na alma, segundo nossos pecados contra Deus, e atos contra o próximo. Só nos resta saber controlar o tamanho dele, e tentar ao máximo não deixá-lo aumentar, prejudicando assim ao próximo.

Eu reconheci  já conhecendo uma pessoa assim, e me senti triste... não por me ver sendo absorvido novamente...mas por ver várias qualidades nessa alma, e ter como único meio de ajudar, pedindo a Deus para reparar essa alma, e cobrir com seu manto. Uma oração sempre ajuda.

Que a Paz e a misericórdia do Deus piedoso, nos acompanhe, hoje, e sempre!

S´alam!


quarta-feira, 21 de novembro de 2012

وَإِذَا خَاطَبَهُمُ الْجَاهِلُونَ قَالُوا سَلَامًا


"e, quando os ignorantes lhes falam, dizem: Paz!" 

Eles dizerem "salamah" para os ignorantes significa que eles não querem nada que ver com a conversa, nada a ganhar, portanto apenas se afastam educadamente, desejando-lhes Paz. Também o Jannah (Paraíso)é chamado Dar us Salaam (Qur'an 10:25), o que significa que este espaço é livre de toda a dor, morte, preocupação, tensão, fádiga, inimizades, ódio e é um local de tranquilidade e salvação.

Também quando nós falamos "As-Salamu Alaykum" significa que estamos garantindo a você que sua integridade será plenamente respeitada, seja ela, física, moral, intelectual além de toda a sua liberdade de expressão, culto e livre-árbitrio. Além disso, o cumprimento "As Salamu Alaykum" é uma garantia para a pessoa que recebe de que nenhum sharr (mal) virá da pessoa que a cumprimentou.


Que a paz e a misericórdia de Deus nos acompanhe.

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Cantada que prevalece

Voce está tentando me conquistar?   ( Ela disse pra mim)

EU:  Eu?  eu não!  nem perto disso!
Eu tenho  problemas com álcool sou desastrado, azarado!  magrelo,  minha paciência é curta igual coice de porco, e se você não tiver a mão de Deus, ou não fazer parte de um grupo forte de oração...   Melhor nem por a mão em mim!
Por que eu dou trabalho mesmo! 


Ela:  Vou ali, pegar uma cerveja, e passar no banheiro... Mas fica aqui que eu já volto!




terça-feira, 2 de outubro de 2012

Notas de cada dia.


Convence-te de que não existe males eterno
Toda dor chega e passa.
O dia é sempre novo para quem trabalha.
A dificuldade é uma escola.
Servir é um privilégio.
Auxilia para o bem.
Nada reclames.
A paciência operosa realiza prodígios.
E á frente de quaisquer obstáculos ou de quaisquer desenganos, não te esqueças de que o tempo de hoje continuará no amanhã.


quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Você é ético?






Este é um teste de auto-avaliação. 
Responda à pergunta final com sinceridade e então poderá 
avaliar se é ético mesmo!
Trata-se de uma situação imaginária. Você deve decidir sobre a atitude a ser tomada - duas alternativas são possíveis. 


Caso:

Você está em São Paulo, em meio aos terríveis momentos de enchentes que normalmente ocorrem na cidade. 

Você é repórter fotográfico, trabalhando para uma  rede mundial de notícias, e está em meio ao caos -pessoas pedindo socorro, carros sendo arrastados pela correnteza, e você tirando as fotos mais impactantes.
A água cobre a principal via de trânsito e envolve pessoas e veículos.


De repente, em meio ao caos, você vê naquele "Land Rover" o Lula, a Dilma, o Zé Dirceu, o Delúbio e o Hugo Chávez.
Eles lutam desesperadamente para não serem arrastados pela correnteza, que segue para um enorme buraco que a tudo engole, entre lama, lixo, pedras. Eles estão sendo arrastados e,com certeza, irão morrer...

Você tem a oportunidade única de resgatá-los, mas tem também a oportunidade única de tirar uma fotografia jornalística, seguramente ganhadora do Prêmio Pulitzer, que faria você famoso no mundo inteiro, ao mostrar o flagrante inédito DA MORTE de tão famosos políticos.
Não dá para vacilar, e nem fazer as duas coisas: salvar ou fotografar. 


Pergunta:


Baseado em seus princípios éticos e morais, na fraternidade e solidariedade humanas, que devem ser o forte das pessoas generosas, responda sinceramente:




















 
VOCÊ FARIA A FOTO EM PRETO E BRANCO OU COLORIDA?

all win for game over.

Na madrugada o fumo e o tereré beijam minha boca. Embalados ao som do que não vivi, mas carrego comigo em sentimentos que não explico.
Traições marcam na bússola em todas as direções que sigo, e é natural tendo em vista que nada seja fácil no corriqueiro diário morto, em que duras penas tento sobreviver. Não dá pra escrever tudo, nem descrever.

Me tranco no quarto, e daqui vejo o mundo lá fora, e participo dele sem participar, pois carrego comigo uma bagagem de atos e conhecimentos que não consigo entender, e nem sei se poderei nessa vida, cada viagem e imagem de lugares que nunca estive, estão sempre presentes. Nesse chiqueiro que é a minha mente.

Posso até estar errado, mas ao nascer chorando sei que não fomos feitos para ser felizes, e não somos, estamos bem distante da felicidade, e continuamos procurando na direção errada.

Talvez a imagem do perfeito, seja viver em paz, nesse mundo imperfeito.

batalhamos o dia inteiro, o tempo todo, por nada. Cada luta que se vive é ineficaz, e todos estão onde não queriam estar.

O mundo velho é um jogo muito sujo, todos somos peões mal posicionados lutando para não ser pisados por cavalos; fugindo de todos os bispos que nos cercam... até sermos aniquilados por uma rainha distante.

E o Rei, o rei que acreditamos ser o salvador, dá seus passos, devagar...um de cada vez, e parece estar sempre distante o suficiente para não acreditarmos no cheque mate em nosso favor.



sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Uma casa em meio a muitas moradas.

Uma casa pra chamar de lar.
Um mulher pra chamar de esposa
Uma princesa pra chamar de filha, a me contar como foi a aula e seus novos passos no balé.
Um lindo menino, firme, forte e fraco... pra chamar de filho e contar como são feita as coisas, e ensinar como um mundo pode ser duro, e perfeitamente ajustável.

Uma vida, para poder ser compartilhada.

Amigos de infância, pra poder relembrar a vida e ser saudoso a dizer que tudo valeu a pena.
A tão sonhada saúde que rogo a Deus, para concretizar tudo isso...

Dois pés, pra continuar a caminhada.
Bons olhos, para enxergar o que realmente tem valor nessa vida.

Meus pensamentos a vida toda me chamou pra isso. Meu corpo e mente, nem sempre.
Eu quero ter a sua vida, a vida que o Senhor quer que eu tenha.
Os planos de Deus, nem sempre são os planejados, mas tudo, tudo... em perfeita harmonia.

Pode ser ajustável.




http://www.youtube.com/watch?v=fFEJOHRb_JE

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

When I Heard the Learned Astronomer

When I heard the learn'd astronomer, 
When the proofs, the figures, were ranged in columns before me, 
When I was shown the charts and diagrams, to add, divide, 
   and measure them,
When I sitting heard the astronomer where he lectured with
   much applause in the lecture-room,
How soon unaccountable I became tired and sick,
Till rising and gliding out I wander'd off by myself,
In the mystical moist night-air, and from time to time, 
Look'd up in perfect silence at the stars. 
 
 
Walt Whitman.
 
 
 


 
 
 

sábado, 4 de agosto de 2012

Song of Myself

Uma soneca na cidade fantasma de meu coração
Ela sonha com a hora da história e com os fantasmas do rio
Com as sereias, com Whitman e os rudes...
Loucos arlequins, brinquedos gigantes.

Uma canção a mim, uma canção na necessidade
De uma corajosa sinfonia,
Um verso a mim, um verso na necessidade
De um coração puro a me cantar a paz

Todo aquele grande coração ainda jazendo e vagarosamente morrendo,
Todo aquele grande coração ainda jazendo nas asas de um anjo.

Todo aquele grande coração ainda jazendo
Em silencioso sofrimento,
Sorrindo como um palhaço até que o espetáculo tenha um fim.
O que há para o bis?
É a mesma canção do menino morto,
Cantada em silêncio.

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Não justifica

Acabei de perceber que tenho uma séria prática de apagar os emails  da caixa "lixo"

E percebi que guardo mais lixos dentro do coração do que no meu email particular.
Que desculpas tenho pra isso?

Não tenho... Muito menos razão.

Quero aprender a fazer essa faxina, vou aprender. E doutrinar.

domingo, 29 de julho de 2012

Ciência sem lógica

Fomos separados a força, por nós mesmos...

E me lembro, todos os dias, como era simples, e nunca conseguímos fazer a troca dos lados dos nossos ímas, o que era força natural de atração, Se mostrou  fácil repelir...
Tornou se  força bruta de separação.

Separados apenas por trocar de lado. Trágica mudança predestinada pela falta de esforço.

A física não compreende. A razão não entende, e eu não acho explicação.

O mundo gira sem esforço, de maneira simples e absoluta, com uma beleza invisível, bem diferente da gente, que rodava sem sair do lugar, ficando atordoados a cada movimento, e expulsando para longe uma alma da outra.

Sem física, sem lógica... mas com movimentos certos, evitando ( sem efeito ) que se chocassem nossos astros. E dia após dia o estrago foi percebido.
Até o começo de uma nova era, que se chegou, ou se vai vir...

Era o que era para acontecer.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

fucking folks

Um brinde atrasado aos meus amigos! sem eles, eu não teria feito tanta cagada nessa vida.
Nem teria bebido tanto...
Nem teria ficado tão borracho.
Não teria gastado tanto dinheiro...

E não teria tanta história para contar...

Um brinde ao apartamento da tia do zé na Barra...
Um brinde aos Cubanos consumidos.
Um as itaipavas cariocas...
Vários brindes as cariocas devassas...

Ao senhor Jamison Scotch, por ter facilitado as coisas!
Vai tomar no cú OLYMPICUS CAM, por ter registrado a cena do banheiro!

Um salve ao arco e Flecha do KK, e a afonso pena as 6 da matina.
ao banco da afonso. Ao Honda fit do Peter.
Um Muito Obrigado ao Peugeot Azul.. por ter aguentando chamamés entre outros...
Um brinde a La fluvial!   e sus chicas.

E um áquele louco Argentino, admin do Hostel... hahaha
Ao Nelson por defecar pela boca...

Ao finado OBOLA   fora...

Agradeço a fazenda Rancho Branco!

Ao tio Marco, a Farmácia Popular, e seus engovs.

Ao zé pela parceria...
Ao Brun, ( sem ele, nenhuma menina olharia para nós.. pobres mortais )
Aos Jacobs... primeiro ao Rodrigo, depois ao gordo viado do vitor! que desligou a camera na hora do
"NO CULO NO"
A los níveis sonoros de  boate KIKA!
Á piscinha da Montana que eu fiz o favor de regassar acabando com os carnavais desde 2005!







Stelinha artois.
Heineken...

A saudosa St remis!  


Aos gallagher´s por tirarem eles do sério!


Um brinde! as lembranças. A amizade... ao tempo...

Se eles ainda não estão apagados da memória, e ainda me tiram largos sorrisos..

É por que tudo valeu a pena. E vale.
E Obrigado a Deus, por cada embaraço, risadas e lágrimas derrubadas com esses canalhas! e o privilégio de fazer parte da vida deles.








Obrigado aos meus amigos... borrachos! pero buenos muchachos!




sábado, 21 de julho de 2012

Real Road.

Sei que a vida passa, e ao passo de conhecermos muitas coisas nessa caminhada, muitas pessoas... e vivenciarmos muitos fatos, desfrutando de tudo  quanto é sentimento, me pergunto: Aonde é que as coisas perdem a graça?

A graça de criança  encontrada nas coisas mais simples.
A Graça de uma brincadeira, de um sorriso... A felicidade que não se compara, e não se repete.

Não podemos repetir as felicidades? ou apenas não conseguimos?  pelo fato de não ser mais Novidade?

Sei não,  Só sei que nunca vamos ter tudo no mundo, e nem passar por tudo que sabemos que existe. Mas Só viver e deixar acontecer... Não tem sido o bastante.
Também não sou do tipo aventureiro  pra me sentir  suficientente desestimulado com isso.

É a vida. E eu começo a entender...


Deixa pra lá.   Perdeu a graça já.

domingo, 15 de julho de 2012

Verdade.

Que as paixões que eu desperto virem lendas...
que as que me despertaram, verdade!
Que as que não aconteceram, mentira!

Que as que eu quero, verdadeiras.
As que me enganaram... aprendizado!

E as mais sinceras e bonitas.... história.



quinta-feira, 12 de julho de 2012

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Love the next.

Sabemos que as relações interpessoais, vão de mal a pior. E eu vou direto ao tema, Sempre.
Nunca que  me achei completamente perdido, e nesse caminho trilhado, nunca me encontrei, Mas de fato que a a vida é esse jogo mesmo, sem regras, sem dados... É tudo  pura sorte! e por vezes nos encontramos em alguém simplesmente para nos perder. E  nos perdemos constantemente em nós mesmos.
E reclamamos da vida, do jogo.. da falta de sorte... e do azar de não achar uma saída, ou alguém para apostar juntos.
Sozinhos as coisas aparentam ser mais fáceis, mais simples, o que na verdade não se faz. Todos os sentimentos por DEUS gerados, têm um propósito, ao amar, aprendemos a cuidar de outras pessoas como deveríamos cuidar de nós mesmos, ao odiar, deveríamos aprender,ou lembrar, que não desejamos tal pesar aos nossos queridos, ou a nós mesmos. E uma mudança deve ser feita a cada vez que odiamos, mudança essa dentro de nós, na consciência, visto que o próximo, odiado, é feito de imperfeição semelhante a que  carregamos.
E é essa imperfeição, é o coringa da vida!, aprendendo a lidar com ela, é que vem a facilidade.
Nao devemos nos abater pelos sentimentos ruins, é difícil compreender, mas no final tudo é aprendizado. Tudo é jogo!  Justamente para errarmos e sabermos que aquela, não era a jogada certa, e quando acertamos... devemos continuar, e termos a humildade de saber, que cada acerto no caminho, é doação de alguém que chamamos de Pai, de vida, de caminho a seguir. Ou de destino, que em outra interpretação nada mais é do que escolher o caminho que percorremos, mesmo sem saber o que nos espera no caminho escolhido.
O acaso favorece aqueles que estão preparados, e desampara aqueles que pensam que sabem o que faz.
Partindo do princípio da mudança dos fatos de forma randômica ao longo do tempo nas nossas vidas, nos resta apenas aceitar, agradecer a tudo como forma de humildade, e seguir em frente, Sempre buscando o bem maior. Que ignorando qualquer que seja a religião, e ao mesmo tempo aceitando todas elas, eu chamo de Paz interior, e consciência de certo ou errado.
Pecamos, erramos, e continuaremos assim fazendo, pois esse é o caminho desconhecido, o que resta afinal, é corrigir os erros que cometemos, principalmente reparando o efeito deles nas pessoas que nos cercam, que nos amam, e que nos odeiam todos os dias, assim como buscando descobrir qual o efeito de cada erro nosso, em nós mesmo.
Me desprendo de Cada crença que existe, para tentar entender em uma só. Que não tem nome. Não tem figura, mas que de forma divina, habita o coração de cada um.

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Deixa eu cantar voce.

tenho uma cançao.
Uma cançao prontinha pra voce!  uma cançao bonitinha.
uma cançao de fim de tarde, com gosto de beijo na testa, sim! eu tenho uma cançao... uma musiquinha.
que vai transformar o sonho que sou, em realidade... que vai nos aprimorar a amizade.
Vamos ouvir essa bossa juntos,  com sorrisos, e ir além...

Vamos nos permitir, saborear, ser feliz sem saber o que isso significa. Um fone é meu o outro é seu.
Meu braço travesseiro, e seus abraços o mundo inteiro...

E perderemos a cidade a noite, deitados a sombra do mundo... voce princesa, e eu refém.
Nessa batida de bom samba, com arranjos de carinho, seremos a sós, sozinhos...

E seguiremos em frente, voce é minha e eu sou seu. E mais ninguém,
Um preso ao outro, no acorde do violao, e do todo coraçao. Amém.

sábado, 30 de junho de 2012

Menina Morena.

Pára menina malandra, criada em calçada de praia.
Pára de ânsia de amor, aprenda a usar essa saia.

Pois quando você me aparece, tristeza pra longe se espanta.
Me tira o nó da cabeça, me seca o nó da garganta!

Eu corro atrás de você, e você me lança ao mar.
Seus beijos deviam ser meus, seu corpo eu quero beijar.

Não te afastes de mim o sorriso, nem me deixes aqui solidão.
Eu sou seu príncipe encantado, basta retirar esse nao!

Você sabe que o amor é que impera. Te espero sorrindo na areia..
me deixas de vontade louco.. com a face toda vermelha.

Poema de menino malandro, de quem ama e quer ser amado...
Mas não vai ser essa semana, muito menos no feriado. 


Pois lhe tenho apenas em sonho, e me faço de frases e texto.
Com palavras jogadas ao vento, sem propósito e sem contexto.

Não se explica o que não se entende, nem se faz do amor um xadrez.
Pois por mim você nao se interessa.. nem me tem um amor que me acerca.



Quem sabe da próxima vez...

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Ré pra trás

Ou não!

Felicidade não é tentativa, não é chocolate não é caminhar de mãos dadas.
Não há castelo princesas, bruxas e dragões.

Felicidade é novela das oito, é Toni Ramos e Camila Pitanga. É dinheiro.
É falso moralismo e falta de realidade, de vergonha na cara...

Não se tem um minuto de paz quando se tem amor, quando se busca amor,

O amor é vazio! é a busca pela felicidade sem saber o que significa felicidade.

As pessoas sabem muito bem o que é tristeza, e fazem palestras sobre ela! e dialogam nos bares da cidade e nos perfis digitais; Mas quando vai se falar de felicidade, muda-se o tom, e as pessoas se perdem...

Nunca pude ao certo correr atrás dela... tentei me explicar o por que, e sei que não é por que ela não existe. É que ela corre do que é racional e verdadeiro. O amor não se permite ser perfeito, ele não se deixa querer ser correto. E acaba sendo um fardo dos piores para quem procura a linha reta nesse caminho chamado vida.

Deixa estar.

Era de se saber que nada muda assim do nada, então vamos caminhando...

Há um conforto logo ali do lado, e mesmo não existindo ( pois nunca existiu) o fato de termos o poder de pensar, imaginar e sonhar que sim: Faz toda a diferença.

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Virgínia

coisas boas demoram para acontecer...

As coisas Melhores, acontecem do nada.

E as melhores das melhores do mundo... Você nem vê o sinal fechar.

E é assim, como morfina, um ventilador no rosto em tarde quente, uma água de coco no banquinho da praça.
Vem como ar condicionado de loja quando se anda pela calçada...

Vem!

Vem, e te assalta, é como uma bala entrando na sua perna, só que sem doer...

Aprendi que o destino é hoje! é iniciativa!  é pirulito de chocolate nas mãos certas, na hora exata.

É só escrever o primeiro capítulo, tirar a princesa daquela história chata em que se encontrava, tirar você mesmo desse vazio mental... e ir em frente. Pode ser que dê certo... um cego guiando outro, pode ser que se enxergue demais e pense que o horizonte é logo ali.

Nunca pensei que fosse deixar de caminhar, nem por um minuto sequer, mas ser carregado... sentado... descansando!   tem se tornado uma experiencia incrível. E eu não deixaria essa passar, Nem pelos piores anos da minha vida, que ela me presenteou com bons embrulhos.

Veja você, me ajude a caminhar, e na próxima esquina caminharemos juntos, e nada mais natural que revezarmos na dificuldade.  É comum, é natural e só quem ama, e busca o amor.. é capaz de fazer.

O resto é ferro.  O resto é frio, o Resto é bruxaria.

Coisa de gente morta, que quando viva.... não viveu.



quarta-feira, 20 de junho de 2012

Pai nosso, Destino nosso...

E Quando um relacionamento termina...
Os meninos descontam suas culpas no fígado.

E as meninas suas frustrações no cabelo.


Criam casos, refletem as mil possibilidades, E sofrem, e choram  e sofrem.
E se esquecem do acaso.

E se esquecem que se alguém foi embora, ou ainda está indo, deve-se a frase no final da oração.

"Mas livrai-nos do mal, Amém."


Anos para se aprender... 3 vidas para se colocar em prática.


terça-feira, 8 de maio de 2012

Não faz sentido.

Usar cinco litros d´agua numa descarga.
Para despejar meio litro de urina.


Que cagada.

terça-feira, 17 de abril de 2012


É claro que fico na merda!  um cineminha um suhsi aquela comédia romântica no cinema.. aquela música escrota na rádio do carro pra ser zuada juntos... o edredon marrom no jeito em cima do meu tatame.

Aquele SORRISO em silêncio no fundo dos olhos, no raso da alma que faz a gente pensar no futuro. No berço ao quarto ao lado...

Mas não, por ora me contento em saber que já amei. Amei de coração aberto, arregassado e tal.Me entreguei feito um filho da puta e não deu certo! sem culpa, sem música, sem estress...
Envelheci bons anos em poucos. Mas de pé! e só.

Ja amei uma vez, e estou satisfeito se for (foi) só essa vez na vida. Tive a minha chance, a minha oportunidade, os meus erros e acertos. foi pro curriculum.. talvez mais uma mentira de estagiário.
Não ligo se eu não precisar demonstrar mais a minha capacidade nesses casos. E nem ter que me arrebentar sem air bag de novo.

Na verdade, troco qualquer experiência que me apareça, por uma boa noite de sono...
Um bom agrupamento de disparos...
Uma boa noite de Buteco, de sujinho...
Uma boa tarde de conversa
Uma boa noite de Amor...
Nem que seja amor não correspondido!







Uma boa noite!

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Hoje me peguei pensando quando foi que voce deixou de ser a minha menininha.

a da foto que eu guardo depois que rasguei.

quarta-feira, 28 de março de 2012

Phone de ouvido.

Minhas botas jogadas ao pé da cama.

Minha farda atirada ao chão.

Olho no branco do teto.

E a tarde inteira para pensar: como era fácil viver...

quinta-feira, 8 de março de 2012

Deus no seu melhor dia...

Frágil? Se elas com suas mãos finas alisam nossas grossas cascas?
Se de manso chegam e alteram nosso humor, melhorando o dia sem que nos demos conta?
Ah! Mulher! Se soubesses o poder que possuem... Não haveria mais guerras no mundo.
Vocês que chegam, assaltam nossos corações, tiram tudo que temos, nos tomam a cabeça dia e noite e mesmo assim,
Sem nada a nos sobrar, Ainda ficamos felizes...

A fragilidade está em não valorizarmos e explorarmos o que esse ser, tem a nos oferecer.
A fragilidade está em não nos dedicarmos a buscar os prêmios que poderíamos obter com sua presença, seus olhares... Cheiros...ah!

No mais, agradecer A mais bela transformação que Deus nos presenteou,
E que por ser corriqueiro e estar aos nossos olhos, não enxergamos.

Quando imaginaríamos que da carne, da costela seria feito o pilar da família, da educação da divina medida da paciência e do companheirismo.
Da beleza...

Mulher, mulher de verdade! Me escute! Não se deixe levar!
Não se desviem dos propósitos de Deus. Por mais que nós homens, sem essa sensibilidade que lhes são peculiar, não valorizemos o que temos ao alcance, por termos ao alcance... Sigam cumprindo sua jornada, que nada mais é do que equilibrar a balança das virtudes na terra.
Parabéns por esse dia, e de forma singela, tímida e muito grata, obrigado por todos os outros dias injustos que não reconhecemos seus valores.

Autor Desconhecido e Magrelo.



terça-feira, 6 de março de 2012

dicono che servono a me per qualcosa

Ho combattuto il silenzio parlandogli addosso
E levigato la tua assenza solo con le mie braccia
E più mi vorrai e meno mi vedrai
E meno mi vorrai e più sarò con te
E più mi vorrai e meno mi vedrai
E meno mi vorrai e più sarò con te
E più sarò con te

sexta-feira, 2 de março de 2012

Amor - Falta de.

Todo mundo hoje em dia é bom o bastante para pegar uma caneta, juntar belas palavras e escrever sobre amor, relacionamentos.

Temos tantos especialistas assim ?  Doutores do amor surgem as caralhadas,  sexólogas e psicólogas de casais lotam os bares e academias.
É Caio Fernando Abreu pra cá. Tati bernardi pra lá  e todo mundo dando show em demonstrar que sabem, que isso, que aquilo, e o nosso exemplo é não ser exemplo!  É falar e não fazer.
Essa crise de identitade amorosa, alastra-se pelos canteiros da cidade. Ninguém mais ama. não há amor no olhar, na amizade, na educação, Mas todos falam de amor como se peritos fossem. Isso é injusto com a  pessoa que tenta impor esse conhecimento para sí, e tentando enganar o próximo numa maneira de se auto afirmar, quando na verdade não sabem nada!  Bando de inseguros, frustrados que não amam, e alguns passam muito longe disso.

As pessoas não se doam e isso dói. não há Atitudes de graça, de afeto.
O Amor ficou nas músicas do passado.
Um simples beijo na testa inesperado, tem mais valor do que essa imensidão de palavras bem colocadas, que engana de uma maneira podre as pessoas que leem. Coitados, mal sabem que quem mais fala, e tenta ensinar, impor sobre relacionamentos, são os mais desajeitados.

Acho que transferiram para a ponta dos dedos o sentimento, e usaram o coração como borracha.
Ou Melhor, deixaram tudo no papel... uma forma melancólica de se prender nas escritas, de se esconderem nos papéis, inventando realidade.  Enquanto a vida passa numa fila de banco, em um café qualquer, no carro ao lado...

E a gente se perdendo.

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Marcas do que se foi...

Nunca fiz nenhuma lista de coisas para se realizar no ano novo, sempre tive medo de me decepcionar eu acho, medo de me frustrar mais do que o normal, se é que é possível isso. Não sou triste demasiado quando isso acontece, mas voce sabe.

Mas queria deixar aqui, pra mim.. e pra alguns coitados que visitam esse diário de capa aberta, escondido na rede, algumas coisas que me fariam feliz esse ano. E que vou deixar a maré levar.. mas vou dar uma remadinha com a mão escondida, sem ninguém ver... pro Rumo dos meus anseios, se for a vontade de Deus.

Mas... Juntar dinheiro e ir ao Texas final do ano... Não faria mal a ninguém.
Assim como ganhar uns quilos, e melhorar meu preparo físico.
Quero comprar um caiaque. Dois, um pro meu pai :)
Trocar de Carro...
Comprar uma moto... ( Fui longe?)

Comprar um boné daqueles Dust  da INFIDEL...
Viajar com os colegas para o Rio de Janeiro de novo e me sentir relaxado escutando um Samba num Sujinho qualquer.

Acampar com meus amigos.

E estar namorando para poder passar o Ano novo em algum lugar legal..
Buenos Aires, que tal?

Que que eu to falando...

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Sono?

De palavras a boca vazia.

De coração abarrotado.
São palavras furtivas, de dúvidas, de Adeus!

Quer saber? desinteressei de mim mesmo. Perdi a graça.

É mais difícil do que pensei dar sentido á própria vida.
E olha que dar sentido não é dificil...

O difícil é descansar.






E que comece doismili12, depois de todo esse carnaval.
Ou Palhaçada.

Vem vida! Vem dar seu ar da graça, me leve contigo!
Sem fazer gracinhas...

=*

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

quero falar de coisa boa!
De picolé de fruta.
Das crianças brincando na rua.
Da velhinha a regar plantas...
Quero falar da manhã mais bonita.
da paz no coração que eu tenho quando estou no parque
Do the strokes no fone de ouvido!
quero falar de coisas boas!
De coisas bonitas!
Mesmo que o que me faz estar acordado até agora,
Seja o pensar na tristeza que voce criou adubando
Todos os dias da sua vida, na minha.
ohj! Voce pederia apenas ter ido embora.
te levava até o metro! Ou pegaria uma caroninha
mas
o dia está nascendo! É carnaval!
Não tenho máscaras nem fantasia, mas escuto o batuque
Do sambinha animando almas vazias...

Dança comigo?

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

So doma e Go! Morra...

Naquela quinta feira...
Ela se arrumou e não foi pra aula,
Ela passou na minha casa. Não bateu na porta...
Foi entrando no meu quarto...
Titando a roupa, me chupando... E me acordando com
Empurroes, me beijando e arranhando!
foi loucura demais!
transamos a manhã inteira como se o mundo fosse
Acabar no final da tarde.
meti, segurei, marquei seus braços...
Sua boca com minha barba Acabei com ela. Como era normal entre nós.
Já sabia o caminho...
Aquele jeito mais nosso, ensaiado, era o que eu sentia falta
E tudo adormeceu, eu suava... Respirava fundo e adormecia
A ponta dos dedos, a ponta dos pés...
E eu acordei. Acordei frustrado como no cotidiano
E já sabia que era normal não valer a pena acordar...
Eu já havia sumido... Ela já havia vazado.
Eu eu já estava morto.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

por que voce nao me esquece?
eu estou mais velho agora!
Por que voce nao me beija?
Se eu te dei o que eu tinha
E voce saiu para comprar sapatos novos
Por que não me deixa?
suas roupas não me agradam
Seu abraço não se encaixa


Ô menininha que mora quase na esquina
Meu carro não passa mais na sua rua
e a noite esta tão sozinha
e voce na tv se achando rainha.

Por que voce nao me beija?
Se eu te dei o que eu tinha
E voce saiu para comprar sapatos novos
Por que não me deixa?
suas roupas não me agradam
Seu abraço não se encaixa.

Corações e mentes. E nada ficará pra depois.
Deitei na minha cama, agora!
E senti a falta de um cheiro...

Seu cheiro. Meu cheiro.. Não sei ao certo.
Cheiro de sexo?
De cigarro da balada?

É bom tentar me confundir. Me enganar.

Um sorriso pro Casablanca.
estamos nos entendendo muito bem obrigado.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

mochileira.

Uma fresta.
Um buraquinho pequeno pra passar a luz; Ou só pra saber que ainda existe sol.
E calor.

Um sorrisinho com aquela carinha tímida.
Uma ingenuidade que não existe!  uma meninice fantasiosa, e até algumas mentirinhas.. que enganam, mas fazem o coração se apressar.
corre coração louco!  corre...
Ainda existe um caminho, O caminho na sua frente...
Pare de olhar para o velho tênis e terra e chão, e veja quanta paisagem bonita, quanta paisagem interessante, ou feia... ou apenas paisagem.
melhor de tudo é ir em frente.

Melhor de tudo é ter fé. mesmo que em todo essa caminho, a única coisa que te acompanha, seja a velha mochila de lembranças, de passado e de desespero.

Vai que ela se perde.

pra quê?

E a ponta do nariz começa a coçar, e a primeira lágrima rola... e eu me esforço pra que seja a única.

Voce está comendo direitinho?
Está dormindo bem?
Que legal a novidade x!





E voce né aqui pra eu poder estar aí.





É uma ou outra resposta que eu precisava...
Era alguns pequenos gestos que eu gostaria.


e uma unica certeza.

E confiança.





Rema... ou deixa a maré me levar.

essa âncora está tão pesada, que eu não consigo ir a lugar nenhum.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012



Bem Alto.
Sem camisa.
E a brisa do mar no peito a bater.

E mordendo a sua boca. de olhos fechados.
Mais uma vez.


Parabéns para nós... de novo. os passionais.

Whay does my soul... feel so bad.?

these open doors.

parabéns pra nóis.

Seu Whatsapp nao corresponde aos fatos...
E o tempo não para.. Não para.

7x escrevi o seu nome...
Fato necessário diz que é é!
saber perder alguma coisa
Pra sobreviver...

domingo, 5 de fevereiro de 2012

happy birth.

mais um dia sete chegando.
mais uma vez faço a retrospectiva da minha boa vida
mais uma vez nao vou ganhar o presente que queria.

estou postando isso do Leblon-RJ! de férias, tranquilo
Me sinto um lixo se eu reclamar, claro q tenho minhas
Frustrações... Tenho alguma delas.
mas hoje eu entendo melhor as coisas. e as que eu não
Entendo, deixo na mão dele, e clamo por fé.
ele sabe o que faz.
e eu... Eu achava que fazia.





só quero paz, saúde e bons momentos para guardar
Na memória, e ocupar esse espaço onde a mágoa mora.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Gotas.

Nunca achei que viveria sem voce.
Hoje ainda tenho essa certeza.

Que falta me faz nossos bons momentos...
Está chegando meu aniversário! uma das únicas datas que nos restava.

Hoje voce está se tratando, e eu não quero atrapalhar seu tratamento, seria ir de encontro com o que eu sempre quis, nesses ultimos tempos. voce se tratando para se encontrar.

Mas saiba que era isso que eu quis fazer, embora o veneno fosse a minha companhia.

Não deixo de pensar em voce. Te quero bem.


Não deixo de pensar no quanto voce me destratou.
Pela paz que nunca tive, e um pouquinho só de amor próprio, vou levantando aquele muro do clip country que eu te mostrava ( toby keith- a little too late)  em que ele aparece escutando uma música, e prendendo a mulher na garagem... e quando ele está terminando, percebe que na verdade, ele se fechou.

Não tenho fé em voce, quando penso em mim.

Mas tenho fé que voce vai ficar bem, vai melhorar e dar start em tudo que quer fazer.
E FAZ.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Eu faço desfaço e re-faço.
eu me despeço, retorno e vou embora.

Estúpido me puno me alegro, e choro e sorrio sem pudor.

Acostumei a perder o valor. fazer das coisas essa situação banal de descontrole próprio. Na vida moderna que não escolhi, tudo é vício, roubo e fuga.
Há um caminho. uma alternativa real, eu sei que existe...mas está tão distante.

e o incostante não sou eu.

Mas eu nem sei quem sou!

domingo, 15 de janeiro de 2012

conformação e moldagem.

Ô meu paizinho.
É quando tudo escurece e a noite chega,
E as vozes se calam e tudo se consome pelo silêncio.
É quando uma melancolia ingrata consome meu coração
E me aperto em dor. Não sei o exato motivo, não
Sei por que isso acontece, só sei quem ajuda a acontecer
Não seja eu desamparado meu pai, pois em ti confio
E sei que tens consolo para cada lágrima minha, antes mesmo
De tocar o chão, peço a ti que aumente a minha fé.
que me faça homem de luz. E que eu seja objeto da sua justiça
Que eu possa consolar e amparar. Que eu tenha exito e felicidade
Em ajudar, e me alegre em ti. A cada alvorada, sabendo
Que faço a sua vontade.
Inconstância não admite confiança.

Sentimento não requer esforço.

Isso agora é regra. Não jogue sem isso.

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Receita do bolo "nevermor"

pegue uma forma grande: untada com seu esforço.
coloque dentro duas xícaras do tempo que voce perdeu.
Adicione três pitadas de lágrimas.
Coloque a massa do que voce sentiu,
Coloque o fato de ter confiado.
guarde a traição e a falsidade para a cobertura.
misture tudo com o fermento do egoísmo
com o chocolate da hipocrisia e leve ao formo.

Temperatura máxima o tempo que voce aguentar.
quando essa porra estourar. E voce veriicar e provar
Que queimou tudo. Mesmo assim experimente, coma dessa
Bosta!
coma, pra saber o gosto que tem, caso decida
Cozinhar com os ingredientes errados de novo.
Idiota